DANÇA DA ESPADA, Elemento Ar: Dança em homenagem à deusa Neit, mãe de Rá. Por ser uma deusa guerreira, ela simbolizava a destruição dos inimigos e a abertura dos caminhos.

A dança da espada também podia ser feita como homenagem a Maat, a deusa da justiça.

Existem duas lendas para a origem da dança da espada:

A primeira, conta que na Antigüidade, as mulheres roubavam as espadas dos guardiões do rei para dançar no intuito de mostrar que a espada era muito mais útil na dança do que parada na cintura deles ou fazendo mortos e feridos.

A segunda, diz que na época, quando um rei achava que tinha muitos escravos dava a cada um deles uma espada para equilibrar na cabeça e dançar com ela. Assim, deveria provar que tinha muitas habilidades, do contrário o rei mandaria matá-lo. O certo é que nesta dança a bailarina deve saber equilibrar com graça a espada na cabeça, no peito e na cintura.

É importante também escolher a música certa, que deve transmitir um certo mistério. Este instrumento representa a coragem e a força exteriorizadas pela inteligência e astúcia. Já que é uma dança clássica o ideal é dançá-la com música clássica. A espada é sempre utilizada com movimentos corporais "alongado" e com muita leveza.

Pontos de equilíbrio da espada: cabeça, busto, ventre, cintura, joelho, mãos e braços.

Dança da Espada - Dança tipicamente egípcia aonde a dançarina equilibra uma espada afiada em partes do seu corpo como cintura e cabeça ao mesmo tempo faz movimentos leves e sinuosos.

- Em homenagem ao meu pai -






Fale Comigo Atualizações
Voltar




Sonia Soares Copyright © 2000-2009| Sob registro falandocomcoracao.com
Webmaster Sonia Soares| Rio de Janeiro| Brasil