Sonia Soares* Falando Com o Coração*







Nos cantos cortantes, latentes, chorosos,
deixei-me ficar.
Esquecida das dores, dos males, dos sonhos,
das mãos estendidas, dos sopros, do ar.
Das lembranças paradas, perdidas, sofridas,
sentidas, nenhuma das falas repetem
os estrondos das lágrimas vertidas
em busca dos caminhos a atravessar.
O que hoje procuro é a paz derradeira,
da vida brilhando a apaziguar,
o passado distante, apagado, esquecido,
de paisagens escuras, sem sol, nem luar.
E me entrego ao destino de braços abertos,
estendo os olhos a procurar:
o brilho antigo, singelo e perfeito
de um mundo distante, claro, sem pecados
ou culpas a me atormentar.
Pessoas? Esqueço-as!
Fantasmas? Não os temo! Pois, deixo-os no ar.
Passado distante tão cheio de dores,
que hoje eu busco apagar.


(Sonia Soares)

Proibida a cópia e a publicação em outras
páginas sem a prévia autorização da autora.






Fale Comigo Atualizações Voltar



Sonia Soares Copyright © 2000
falandocomcoracao.com|falandocomcoracao.net
Webmaster Sonia Soares| Rio de Janeiro| Brasil