©Sonia Soares©



Não conheço ninguém que não queira uma vida plena de amor. Para que isso aconteça, o esforço inicial tem que ser nosso. Em vez de esperar que outras pessoas nos ofereçam o amor que desejamos, somos nós que devemos ser uma visão e a fonte do amor. Temos que investir em nossa caridade para dar o exemplo que outros possam seguir. Alguém disse que a menor distância entre dois pontos é uma intenção. Isto é certamente verdadeiro com relação a uma vida plena de amor.

O ponto de partida ou fundação de uma vida plena de amor é o desejo e o compromisso de ser uma fonte de amor.

Nossa atitude, escolhas, atos de caridade, e vontade de ser o primeiro a perdoar farão com que alcancemos nosso objetivo.

Da próxima vez que você se sentir frustrado com a falta de amor em sua vida ou no mundo, faça uma experiência. Esqueça do mundo e das outras pessoas por alguns minutos. Em vez disso, olhe em seu coração. Será que você pode se tornar uma fonte ainda maior de amor? Pode fazer brotar pensamentos de amor sobre você mesmo e os outros? Será que pode estender esses pensamentos amorosos de forma que eles atinjam o resto do mundo - até mesmo pessoas que você sentem que não merecem?

Ao abrir seu coração para a possibilidade de um amor ainda maior, e ao se estabelecer prioritariamente como uma fonte de amor (em vez de ser um mero receptáculo, você estará dando um passo importante na direção do amor que deseja. Irá, também, descobrir algo realmente memorável.

Quando você passa a se enfatizar como pessoa amorosa, que é algo que pode controlar - e coloca menos ênfase na recepção do amor, que é algo que não pode controlar - descobrirá que sua vida é plena de amor.

Logo você descobrirá um dos maiores segredos do mundo: "o amor é sua própria e plena recompensa."







Fale Comigo Atualizações Voltar




Sonia Soares Copyright © 2000
falandocomcoracao.com|falandocomcoracao.net
Webmaster Sonia Soares| Rio de Janeiro| Brasil