©Sonia Soares©







Primeiro o menino travesso
Levado, irado, quase desatinado
Depois o homem se mostra
Das mãos quentes, suadas
Apertando o meu corpo
Queimando a carne
Nos olhos, o desejo
Na boca, o pedido
No corpo colado, o sexo surgindo
E do desatino, somente a paixão
Dois corpos bailando no mesmo ritmo
No vai-e-vem da entrega
Entre gritos sofridos, gemidos sentidos
E aparece o menino
Olhos meigos, cansados
Relaxa entre as minhas pernas e adormece
Aconchego no meu peito
Cantarolo uma canção
O menino dorme, o homem não


(Sonia Soares)

Proibida a cópia e a publicação em outras
páginas sem a prévia autorização da autora.







Fale Comigo Atualizações Voltar



Sonia Soares Copyright © 2000
falandocomcoracao.com|falandocomcoracao.net
Webmaster Sonia Soares| Rio de Janeiro| Brasil