* Falando Com o Coração * Sonia Soares *






Está naquela idade inquieta e duvidosa,
que não é dia claro e é já o alvorecer;
Entre-aberto botão, entre-fechada rosa,
um pouco de menina, um pouco de mulher.


As vezes recatada, outras estouvadinha,
casa no mesmo gesto a loucura e o pudor;
Tem coisas de criança e modos de mocinha,
estuda o catecismo e lê versos de amor.


Outras vezes valsando, o seio lhe palpita,
de cansaço talvez, talvez de comoção;
Quando a boca vermelha abre, os lábios agita,
não sei se pede um beijo ou faz uma oração.


Quantas vezes porém, fitando o olhar no espelho,
parece acompanhar uma etérea visão;
Quantas cruzando ao seio o delicado braço,
comprime as pulsações do inquieto coração.


É que essa criatura adorável, divina,
nem se pode explicar, nem se pode entender;
Procura-se a mulher e encontra-se a menina,
procura-se a menina e encontra-se a mulher.



* Falando Com o Coração agradece a sua visita *







Fale Comigo Atualizações Voltar




Sonia Soares Copyright © 2000
falandocomcoracao.com|falandocomcoracao.net
Webmaster Sonia Soares| Rio de Janeiro| Brasil