Sonia Soares


Dizes não acreditar no amor,
esse amor que te dedico em silêncio.
Puderá contar-te esse segredo,
suportando no sofrimento pesado fardo.


Escuto tuas lamúrias de amores passados,
tantas saudades, lembranças de outras...
Amaste sem ser amado
e eu, amando, consolo-te.


Ah, triste esperança de amar-me!
Pronunciar palavras antes ditas sem valor...
Silenciosa, sufoco a minha dor.


Desejaria calar-te e fazer entender,
que pesarosa, não suporto mais
essa angústia de amar, sem nada receber.


(Sonia Soares)

Proibida a cópia e a publicação em outras
páginas sem a prévia autorização da autora.







Fale Comigo Atualizações Voltar




Sonia Soares Copyright © 2000
falandocomcoracao.com|falandocomcoracao.net
Webmaster Sonia Soares| Rio de Janeiro| Brasil